Mulher cria arma que transforma lagrimas em munição.


lagrima

Depois de uma discussão com um tutor, a estudante da Faculdade de Design Eindhoven, Yi-Fei Chen, criou essa metáfora visual para mostrar sua luta pessoal com as vozes em sua cabeça. Chen nasceu em Taiwan, onde foi criada com um forte senso de autoridade e foi ensinada que discordar com professores era rude.

O projeto, com caráter exclusivamente conceitual, chamou a atenção de todos na última Dutch Design Week, a semana de design holandesa, realizada entre 22 e 30 de outubro. A arma de bronze funciona em três etapas: uma máscara coletora é presa ao rosto, capturando a lágrima, que segue para um frasco, onde é congelada.

Por isso, ela lutou para poder questionar seus tutores quando veio à Holanda para fazer mestrado – algo que a Academia de Design Eindhoven frequentemente incentiva. “As dificuldades das pessoas que vivem como estrangeiras em outro país levam a altas pressões no ambiente de estudo”, disse ela. “Essas pressões foram crescendo por 18 meses antes de finalmente chegar a um ponto de crise durante uma das minhas apresentações no curso”.

Durante a apresentação, um tutor pediu a Chen para preparar mais trabalho em um curto período de tempo – algo que ela sabia ser impossível. No entanto, ela não conseguiu reunir coragem para dizer isso em voz alta e continuou tentando fazer o trabalho. Pouco tempo depois, ela já estava em outra apresentação, onde o reitor da faculdade disse a ela que ela não estava preparada para aquilo. “Fiquei paralisada e não sabia como reagir, mas não disse o que eu pensava na hora”, disse ela. “Além disso, a razão pela qual ele estava bravo foi que poderia ter sido um mal entendido”.

Foi quando um colega de classe reagiu a favor dela e expressou sua indignação pelo comportamento do tutor, Chen então sentiu que seu “respeito tornou-se sua fraqueza” e ficou muito emocionada. “Eu era muito emocional para me controlar, não consegui segurar minhas lágrimas, então chorei”, disse ela. “Eu virei as costas para os outros, porque eu não queria que as pessoas me vissem chorando”.

Assim, Chen visualizou essa luta pessoal com as falas em sua mente como um projeto de graduação conceitual – uma arma de latão que dispara lágrimas que ela coleta. Isso acontece em três estágios. O usuário primeiro coloca uma máscara com um copo de silício que capta as lágrimas. As lágrimas são então congeladas em uma garrafa, que é então carregada na arma – permitindo que as lágrimas congeladas sejam disparadas.

Veja como funciona no vídeo abaixo:

 


Gostou? Compartilhe com os seus amigos!

0

Deixei seu comentário