A maneira de amar que os Leoninos têm.


Numa relação não existe um meio termo para os leoninos, ou ele realmente ama ou não ama. E é ele mesmo quem mede esse amor e descobre se é tudo ou nada. Caso perceba que ama de verdade e que faria tudo por aquela pessoa, ele entende como sendo amor, mas se percebe que há algumas restrições, então ele logo desiste, porque não é amor de verdade e parte para outra.

Mas como se entrega à relação somente quando percebe que está realmente amando, então ele se dedica a outra pessoa com todo cuidado, carinho e atenção que acredita que o outro precisa. Ainda se torna o maior protetor de todos e cuida da pessoa amada até mesmo nas menores coisas, protegendo de tudo o que possa lhe fazer sofrer.

O leonino ainda é uma pessoa muito aventureira que gosta de experimentar coisas novas e por isso espera que possa ter ao seu lado o seu amor. Então, quem está num relacionamento com um leonino deve ter esse espírito aberto para conseguir acompanhá-lo em suas loucuras. Para ele isso é uma grande prova de amor.

Um dos pontos difíceis do amor do leonino é o fato de que ele não gosta de ser contrariado e pode ficar chateado mesmo com a pessoa que ama quando ela o contraria. Entretanto, o amor sempre fala mais alto e mesmo sendo tão teimoso o leonino reconhece quando passou dos limites, e mesmo que isso aconteça com muita dificuldade no final tudo se resolve.

Conforme o leonino vai se acostumando com a pessoa junto de si pode ser tornar cada vez mais possessivo e ciumento, porque deseja exclusividade e porque está amando de verdade. Mas ele espera que o outro tenha ciúmes também, porque faz parte do amor para ele.

O momento certo para os signos amarem

Quem nunca sentiu seu coração bater mais rápido perto de outra pessoa? Quem nunca ficou envergonhado perto de alguém especial, nervoso perto dessa pessoa? Quem não se lembra do seu primeiro amor na quarta série, aquele menino magrinho, a menina de vestido rodado… Bons tempos! Mas quem não se lembra, também, de pelo menos um adulto dizendo: você é criança demais pra namorar agora!

E sabe o que é mais interessante? Parece que a gente foi crescendo, crescendo, mas sempre foi cedo demais pra namorar!

Quando éramos pequenos não era hora de amar porque éramos crianças. Quando nos tornamos adolescentes não era hora porque tínhamos que estudar. Quando entramos na faculdade não era hora porque devíamos cuidar de nosso futuro. Quando saímos da faculdade não era hora porque tínhamos que encontrar um emprego…

E se formos parar pra pensar jamais será a hora, porque depois tempos que fazer a pós, o mestrado, ganhar uma promoção, fazer um intercâmbio, mudar de emprego, comprar carro, casa, etc, etc. Sempre tem alguém pra dizer que agora não é hora de amar. E quando será então, que cada um dos signos poderá vivenciar o amor?

Arianos precisam primeiro alcançar seus objetivos.

Taurinos precisam estabilizar a sua vida.

Geminianos precisam terminar seus projetos.

Cancerianos devem encontrar a pessoa certa.

Leoninos devem chegar ao sucesso.

Virginianos precisam avaliar todos os prós e contras.

Librianos não devem se prender a qualquer um.

Escorpianos precisam alcançar todas as suas metas.

Sagitarianos precisam conhecer todos os lugares que desejam.

Capricornianos devem alcançar o sucesso na carreira.

Aquarianos precisam cultivar sua liberdade.

Piscianos não devem deixar seu sentimento falar mais alto que a razão.

Se formos seguir a lógica dessas pessoas, ninguém jamais vai cultivar o amor. Mas isso não deveria ser o contrário? Será que dessa maneira não estamos estimulando a morte desse sentimento no coração humano? Será que dessa forma não damos espaço para o egoísmo e egocentrismo?

Porque será que ainda colocamos o amor como algo que atrapalha, que cega, que incomoda e impede o sucesso em outras áreas da vida? Precisamos enxergar que não existe hora certa de amar, porque o amor nasce sozinho. Quando uma criança diz que está amando, que gosta de alguém, que bom! Ela tem bons sentimentos dentro de si! Porque reprimir esse sentimento e dizer que é errado?

Amar é bom, ter simpatia por alguém é bom, e uma criança que diz cultivar esses bons sentimentos é ótimo, porque ela, na verdade, sente simpatia e ternura, é a ingenuidade do seu sentimento.

Seja quando criança, na adolescência, na fase adulta ou na terceira idade, as pessoas devem amar e o amor deve ser estimulado em seus corações. Não tem essa de que não é hora de amar! Nos pequenos, podemos educar esse amor e instruir sobre as relações.

A hora certa de amar? Quando seu coração se incendiar por alguém!


Gostou? Compartilhe com os seus amigos!

0

Deixei seu comentário